5g

Tudo conectado e inteligente isso faz parte do 5G

Banner BTCClicks.com

O que é Internet das Coisas? Como o 5G vai bombar essa tendência?

De simples aparelhos para fazer ligações, os celulares viraram verdadeiros computadores de bolso. Boa parte dessa evolução ocorreu por causa da internet. Redes mais estáveis e rápidas têm possibilitado agora que mais “dispositivos inteligentes” façam parte do nosso dia a dia, como smartwatches (relógios), smart TVs, aspiradores de pó, geladeiras, fechaduras, entre outros. A tendência, segundo especialistas de tecnologia, é que a chegada do 5G acelere a popularização e eficiência da chamada Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês). Em resumo, redes que permitem vários equipamentos conectados ao mesmo tempo e funcionando para diferentes objetivos: de lâmpadas de casa a carros autônomos.

“O 5G é o atual padrão global para comunicações sem fio. Ele abrange um novo tipo de rede projetada para conectar praticamente tudo e todos, incluindo máquinas, objetos e os mais diversos dispositivos”, explica Ricardo Tom bi, professor do curso de Pós-Graduação em Infraestrutura de Redes Nuvem e Segurança do Instituto Mauá de Tecnologia (IMT). O que é um dispositivo inteligente? Chamados de smart (inteligente/esperto, na tradução direta), os dispositivos inteligentes são capazes de executar tarefas de maneira autônoma. Ou seja, sem nenhuma ou pouca interferência humana. Para isso, eles costumam ser desenvolvidos com sensores de controle, estruturas para armazenamento de dados e sistemas com inteligência artificial

Alguns exemplos são lâmpadas que podem ser ligadas por comandos de voz, aspirador de pó robô que consegue identificar obstáculos e desviar de objetos, refrigeradores que avisam quando a comida acabou e sugerem lista de compras.

O papel do 5G
Para tudo isso funcionar, os equipamentos precisam ter conexão constante com a internet. Logo, a chegada do 5G vai permitir que mais consumidores tenham acesso a essas tecnologias, afirma Saulo Camelo, presidente-executivo e presidente de operações da empresa Camelo Digital.

A rede 5G é capaz de ser cerca de cem vezes mais rápida do que o 4G. Ela permite downloads com velocidade na casa dos gigabits por segundo e oferece baixa latência (o tempo de resposta entre um comando feito e sua execução). Isso possibilita uma conexão mais estável. Sendo assim, a limitação da internet que conhecemos (como oscilação de velocidade)vai diminuir bastante conforme a nova rede comece a funcionar no país — isso, contudo, vai demorar alguns anos. O cronograma de implementação vai até 2028.
Por aqui, a rede de quinta geração já estreou em Brasília (DF), João Pessoa (PB), PortoAlegre (RS) e Belo Horizonte (MG). As próximas cidades a ter o sinal liberado devem ser Curitiba, Goiânia, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo

Internet das coisas no dia a dia
Com valores mais acessíveis e a difusão do 5G, a tendência é que produtos inteligentes fiquem cada vez mais inseridos no nosso dia a dia. Confira alguns exemplos:

Assistentes de voz:
A integração entre os equipamentos eletrônicos como SmartTV, por exemplo, e os assistentes de voz vem sendo aprimorada. Além dos tradicionais alarmes e avisos de agenda, eles poderão comandar as mais variadas funções na casa. Em sincronia com o fogão inteligente, eles vão avisar quando uma receita está pronta, entre outras atividades.

Iluminação inteligente:
As lâmpadas inteligentes têm como vantagem a economia de energia, já que podem ser programadas para funcionar. Acabou aquele negócio de sair de casa e esquecer de apagar a luz. Além disso, também é possível controlar a intensidade da iluminação. vai funcionar e deixar aquele café pronto sem nenhum trabalho. Além disso, também possível “desconectar” a energia da tomada por questão de segurança.

Fechaduras:
As fechaduras inteligentes ajudam a proteger a casa e evitar que o morador fique trancado para fora da casa porque esqueceu a chave. Os modelos encontrados no mercado funcionam por código, biometria, e pelo celular.

Câmeras de segurança:
As câmeras inteligentes possibilitam que as pessoas acompanhem em tempo real as imagens captadas na tela do celular através de aplicativos. Uma vez detectada a presença de algum movimento estranho, elas podem ainda enviar alertas para o smartphone ao qual ela está cadastrada.

Carros autônomos
Um dos principais casos de uso do 5G no setor automotivo é a chegada dos carros autônomos, que já existem em outros países como nos Estados Unidos, por exemplo.
“Um dos principais setores impactados no Brasil deve ser o automotivo, incluindo os veículos com requisitos de direção autônoma, direção remota e segurança, possibilitando uma engenharia de tráfego mais otimizada, diminuindo os níveis descongestionamento e taxa de acidentes”, explica Tombi.

Indústria
O 5G oferecerá não apenas uma rede mais estável, como também uma rede mais segura para a internet das coisas no setor industrial, integrando a segurança da informação à arquitetura da rede principal, de acordo com os entrevistados. Essa evolução no setor está sendo chamada de indústria 4.0 e pode ser resumida e controlados virtualmente, gerando a redução de custos.

Acompanhamento em tempo real:
Os processos poderão ser acompanhados em tempo real, possibilitando a troca de informações entre um grande número de dispositivos interconectados simultaneamente. 

Manutenção: É possível reduzir os custos de manutenção com sensores que permitem à equipe de operações saber exatamente quando um equipamento precisa ser reparado

“A indústria 4.0 prevê a conectividade total não só das fábricas e maquinários, mas com todo o seu entorno — desde os fornecedores até os consumidores finais. Além disso, as redes 5G vão impulsionar as aplicações de Inteligência Artificial , como a IA deve regulara próprio funcionamento da rede”, acrescenta Fábio Lima, professor do departamento de Engenharia de Produção da FEI e coordenador do Centro de Soluções 5G da Instituição.

Saúde
O setor da saúde é mais um que terá uma transformação significativa com a expansão do 5G no Brasil. O seu uso nesse setor inclui, por exemplo, a transmissão ao vivo de vídeos de cirurgia, que pode ser monitorada remotamente pela equipe médica.
“A medicina móvel à distância será alavancada, permitindo inclusão de áreas rurais, mais remotas, além das áreas urbanas. Será possível monitorar pacientes à distância, fazer atendimentos e até mesmo fazer algumas ações como medir a pressão remotamente, por exemplo”, diz Tombi.

Cidades inteligentes

ocorrências por vídeo em alta qualidade de locais de crimes e acidentes, tudo em tempo
real. Outro exemplo inclui a gestão do meio ambiente, passando informações sobre a
qualidade ou baixa umidade do ar da cidade, possibilidades de chuvas e enchentes para
a população. Tudo sendo monitorado e transmitido por dispositivos inteligentes
instantaneamente.
“Os projetos de cidades inteligentes, em conjunto com sistemas de análise de dados,
poderão se beneficiar com a possibilidade de bilhões de dispositivos conectados,
fornecendo em tempo real, informações úteis aos sistemas de tomadas de decisões nas
operações do cotidiano das cidades, podendo incluir elementos e mecanismos de
inteligência artificial no contexto”, acrescenta Tombi.


Fonte: em – 30/09/2022

https://www.uol.com.br/tilt/noticias/redacao/2022/08/01/o-que-internet-das-coisas-como-o-5g-vai-bombar-essa-tendencia.htde lâmpadas de casa a carros autônomos

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
Skype
Email
Telegram
WhatsApp