pessoa-ciber

Inteligência Emocional pode Afetar o setor de TI

Saiba como desenvolver inteligência emocional para superar os principais desafios da gestão de TI.

O setor de TI está em constante evolução. A cada dia que passa os profissionais da área precisam lidar com novas tecnologias, tendências, possibilidades e desafios. Nos últimos dois anos, essas mudanças foram impulsionadas pelos impactos da pandemia, que acelerou ainda mais a transformação digital nas empresas. Diante disso, desenvolver inteligência emocional é cada vez mais importante para ter sucesso no segmento.

Essa capacidade tem feito a diferença principalmente na rotina de líderes de TI, que precisam oferecer respostas rápidas a demandas e desafios relacionados ao gerenciamento do time. Quando um líder de tecnologia possui inteligência emocional, ele encontra maior facilidade para engajar o time nos projetos e conduzi-lo a resultados positivos. 

Banner BTCClicks.com

Quando olhamos para o mercado, notamos que a preocupação com esse fator se torna cada vez mais presente nas empresas. A falta de inteligência emocional pode gerar situações não resolvidas, uma liderança confusa, aumento de ansiedade, problemas de relacionamento, comunicação e até mesmo baixa motivação no trabalho.

Sendo assim, cultivar uma cultura que valoriza e incentiva a inteligência emocional é benéfico tanto para os profissionais quanto para a organização de modo geral.

Continue a leitura e veja como desenvolver essa habilidade.

O que é inteligência emocional?

Antes de qualquer coisa, é importante esclarecer o que é inteligência emocional. De acordo com a psicologia, inteligência emocional é a capacidade de uma pessoa reconhecer e lidar com emoções e sentimentos pessoais e de outros indivíduos.

Um exemplo de inteligência emocional é quando um profissional consegue concluir suas tarefas e atingir suas metas mesmo estando triste ou ansioso por algum motivo. Em outras palavras, é uma habilidade que te permite gerenciar seus sentimentos e a maneira como irá agir diante deles.

Vale ressaltar que quando conseguimos compreender sentimentos alheios, com empatia, melhoramos nossas relações e colaboramos para ambientes mais saudáveis. Isso é fundamental tanto no setor de TI quanto em qualquer outra área.

Se na teoria parece fácil, saiba que na prática não é. Afinal, existem gatilhos no ambiente de trabalho que podem facilmente fazer um gestor agir de forma equivocada. Por isso, é muito importante um líder de TI identificar esses gatilhos e avaliar as situações reconhecendo seus sentimentos, para somente depois responder emitir uma reação.

Por que desenvolver inteligência emocional em TI?

Indo direto ao ponto, os melhores líderes de TI costumam se relacionar muito bem com as pessoas. Quando falamos de um projeto de desenvolvimento softwares, por exemplo, extrair o melhor da equipe envolvida fará toda a diferença tanto no que diz respeito à qualidade quanto à agilidade.

Por isso, líderes com essa habilidade são muito requisitados no setor, afinal, são capazes de fornecer suporte emocional aos liderados, engajam mais e consequentemente potencializam os resultados.

Quando o gestor de TI compreende as dores da sua equipe e propõe uma liderança humanizada, ele dá o primeiro passo para conquistar a confiança de todos. Para isso, é importante auxiliar os integrantes do time na busca por soluções, implementar uma comunicação transparente e ao mesmo tempo cultivar uma cultura de feedback assertiva. Este é um bom caminho para transmitir confiança e também motivação.

Podemos afirmar que líderes com inteligência emocional contribuem para que seus liderados trabalhem mais felizes e satisfeitos, o que aumenta a produtividade e reduz o turnover em TI.

Como desenvolver a inteligência emocional na gestão de TI?

Desenvolva autoconsciência

A partir do autoconhecimento de suas habilidades técnicas e comportamentais, você pode identificar pontos da sua gestão que poderiam ser melhorados. Após essa autoavaliação, você pode organizar um plano de ação para trabalhar esses pontos de forma prática.

Gerencie suas emoções

Gerenciar emoções significa reconhecer seus sentimentos,os dos outros, usar essa conscientização para administrar os relacionamentos e tomar decisões. Ao refletir sobre o que está sentindo, você pode tomar a decisão de compartilhar com alguém ou até mesmo evitar diálogos em momentos de tensão.

Seja empático

Seu time precisa sentir que você se coloca no lugar de cada um dos integrantes. Com empatia será mais fácil construir relações transparentes e uma comunicação assertiva. Este passo é fundamental para o bem estar da equipe.

Incentive a partir do exemplo

Além de pensar coletivamente, é essencial cultivar o trabalho em equipe. Nesse caso, a influência das suas ações também precisa ser considerada. Se você espera algo de seus liderados, busque dar o exemplo do que deseja e liderar de forma inspiradora. 

Enfim, deixamos algumas dicas práticas de inteligência emocional em um dos episódios do nosso podcast Gêniocast. Clique aqui para ouvir.

De modo geral, podemos afirmar que líderes emocionalmente inteligentes performam mais e conseguem influenciar de forma positiva no andamento dos projetos. É sempre importante lembrar que as relações de trabalho entre líderes e liderados antes de qualquer coisa são relações humanas que necessitam de habilidades interpessoais.

Desenvolver inteligência emocional pode ser um desafio, mas é uma conquista repleta de benefícios. Dar atenção a isso pode ser o primeiro passo para deixar a liderança do seu time de TI cada vez mais assertiva e saudável. Não poderíamos deixar de ressaltar que o apoio de profissionais e especialistas para o cuidado da nossa saúde mental é sempre bem vindo.

Fonte em 05/10/2022 – https://izap.com.br/blog/o-papel-da-inteligencia-emocional-na-gestao-de-ti/?utm_source=Lahar&utm_medium=email&utm_campaign=_20220708_090000_CONTEUDO_BLOG_O_papel_da_inteligencia_emociona

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
Skype
Email
Telegram
WhatsApp